Burbury - 23 de agosto de 2016

Ouro para os patrocinadores na Rio 2016

Sem dúvida nenhuma, os Jogos Olímpicos deixaram um legado grandioso para a cidade do Rio de Janeiro. Complementando perfeitamente os eventos esportivos, as ações de grandes marcas patrocinadoras fizeram parte do espírito olímpico e chamaram a atenção do público, transformando tudo numa grande festa.

Uma das maiores ações que envolveram as gigantes Coca-Cola, Bradesco e Nissan foi o Revezamento da Tocha Olímpica, que passou por cerca de 250 cidades em todo o Brasil impactando 90% da população. Nos caminhões, a “Experiência Coca-Cola” era vivida à flor da pele: Música rolando, jovens animados e descolados distribuindo Coca-Cola gelada (na temperatura exata estipulada pela empresa) e compartilhando o espírito olímpico e a alegria de viver. Mágico.

A Nissan, além de desfilar sua frota adesivada de carros oficiais Rio 2016, aproveitou o clima olímpico para lançar o seu novo modelo, Nissan Kicks. Falando em Nissan Kicks, a marca transformou o hotel Arena, na Avenida Atlântica, em Hotel Nissan Kicks. A fachada do hotel foi um show à parte, com projeções animadas com tema olímpico. Além de quartos temáticos e uma vasta programação de shows com artistas como Diogo Nogueira, Ludmilla, Daniel e Nando Reis. Atrações para todos os gostos!

Quem esteve nas competições não pode deixar de notar a presença da Skol, escolhida pela Ambev para ser a cerveja à venda nas arenas e instalações dos Jogos e protagonizar as ações de marketing no país com foco nas Olimpíadas. A assinatura “Atletas da curtição” foi a estratégia escolhida pela marca para se anunciar como a cerveja oficial dos jogos. Segundo a marca, ao todo 1 milhão de latas “ouro”, “prata” e “bronze” foram comercializadas. Além dos espaços da marca no Boulevard Olímpico, Parque Olímpico, Maracanã e MAM, que invadiram os feeds de Instagram dos presentes.

Outra estratégia vencedora da AMBEV foi a comercialização de copos de souvenir, cada um deles ornado com o brasão de um esporte olímpico diferente. A estratégia levou os espectadores a loucura, gastando centenas de reais em cerveja para completar a coleção de 42 tipos diferentes de copos. De que outra forma se pagaria R$13 num latão?