Novidades - 12 de novembro de 2013

Os “Reis da Publicidade” aproveitam cada oportunidade para “agregar valor” às suas marcas

Desde sábado o empresário Alexander de Almeida de 39 anos é o personagem mais citado nas redes sociais do Brasil. Depois de uma reportagem para a Veja São Paulo ele se tornou conhecido como “O Rei do Camarote”.

O “Rei” anuncia gastar até R$ 70 mil a cada balada para “agregar valor” e segundo suas palavras os  “10 mandamentos” de como se dar bem no camarote tem como objetivo mulheres e prestígio.

O vídeo no YouTube onde o “Rei do Camarote” expõe sua vida já tem mais de 3,5 milhões de acessos, já no Google, citações a ele ou a seu apelido já passaram dos 12 milhões.

E como no Brasil tudo vira publicidade o tema já virou ‘anúncio de oportunidade’ de grandes empresas, como: Itaú, Walmart Games, Ponto Frio, Kit Kat, Du coco, Bis, Halls entre outras que aproveitaram a onda.

O meme começou a aparecer na rede varejista Ponto Frio utilizando o “rei” para vender taças de champagne entre outros produtos que “agregam”.

Mas todo esse sucesso não foi muito benéfico para o personagem, já que arranjou problemas para si pois está perdendo clientes que se assustaram com a repercussão, e é claro, tem atraído a atenção da Receita Federal! Ele tentou voltar atrás, em nova entrevista sugeriu que tudo seria ficção, brincadeira… mas o estrago já estava feito.

O “Rei do Camarote” e reações a essa história são metáforas do nosso tempo. O personagem Alexander é, como tantos, alguém que desconhece limites entre o que deve ser privado e o que não deveria ser público.